fbpx

Ao vivo

Quem sou

Olá, sou Ricardo de Faria Silva, nasci em São Paulo em 1982. Sou filho da penapolense Joana Faria e do baiano João dos Santos Silva. Os meus avós maternos são: João Baptista de Faria e Conceição Soares Faria. 

Meu avô João Faria trabalhou por anos na Prefeitura de Penápolis, onde assentou os antigos paralelepípedos das ruas e avenidas do centro de Penápolis, além de ser responsável de acender e apagar as luzes públicas – na época em que o trabalho era manual. 

Já minha vó Dona Conceição por anos trabalhou como zeladora do Teatro Municipal “Maria Tereza Alves Vianna”, mas, antes cuidou da família lavando roupas, fazendo salgados e vendendo pipoca na praça Carlos Sampaio Filho. 

Aos 15 anos, mudei-me com minha mãe para Penápolis, onde iniciei o ensino médio na escola estadual Adelino Peters. Lá fui eleito para o grêmio estudantil e depois para a União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Penápolis.

Na mesma época, comecei a fazer teatro onde atuei em diversos espetáculos. Fui membro titular de diversos conselhos municipais entre eles – o de Cultura, o do Conselho Gestor do Daep; de Políticas Urbanas e o de juventude. 

E foi no Conselho Municipal de Juventude que ganhei mais destaque. Em minha gestão, elaborei o projeto de lei que criou a Semana Municipal de Juventude, bem como, articulei a inclusão do termo “jovem” na Lei Orgânica do Município. 

Além disso, fui convidado pelo Governo do Estado de São Paulo para ser um dos coordenadores das conferências estaduais de juventude e também me tornei coordenador geral do Fórum Paulista de Juventude.

Desde 2012, sou jornalista profissional. Escrevi sobre política municipal em dois jornais da cidade – o Regional e o Interior. No interior, também trabalhei como repórter de 2014 a 2018. Mas, são o rádio e a internet as minhas duas grandes paixões.

Me tornei conhecido do grande público quando fiz parte da bancada do Programa Radar da Rádio Ativa FM. Contudo, foi na internet que consolidei o meu trabalho na imprensa local. Combativo, expus as mazelas da gestão Célio e Feltrin como nenhum outro meio de comunicação.

Com exclusividade mostrei as ligações da gestão com as OSs que gerenciam parte da saúde pública do município; publiquei o relatório final da sindicância da ambulância que mostrou que secretário de saúde e servidor vereador falsificaram placas pretas, bem como, denunciei a omissão dos números de casos positivos de coronavírus da atual gestão.

No início desse ano, fui selecionado entre 44 mil inscrições de todo o país, para participar da maior escola de formação de novos políticos do Brasil. Sendo o único aprovado na cidade de Penápolis.

Por isso, creio que posso ser o representante para continuar mostrando, desta vez, na Câmara de Vereadores, os possíveis desmandos da administração pública municipal.

Além disso, creio que tenho a experiência necessária para construir uma sociedade que coloca no centro das políticas públicas – o cidadão.

Posso contar com seu apoio?

Meus compromissos

Desenvolvimento
econômico

O primeiro compromisso será o de propor mecanismos para facilitar a geração de empregos do município de Penápolis. Entre os dispositivos: a desburocratização dos processos de abertura de um negócio; a criação de tributação diferenciada as micros e pequenas empresas; além de plano de desenvolvimento econômico da cidade que coloca no centro dos seus negócios a pesquisa, a inovação, o trabalho e o empreendedorismo.

Reestruturação
da Saúde

O segundo compromisso é de incluir no centro das discussões legislativas, projetos que visam a reestruturação da saúde pública da cidade. É inviável um município investir 33% do orçamento (sendo que o mínimo é 15%) e mesmo assim, faltar profissionais de saúde, medicamentos e insumos básicos. Atualmente, Penápolis investe, por pessoa, mais do que o dobro do que muitos países de baixa e média renda. Nós, precisamos ter uma saúde pública de qualidade.

Desburocratização dos
serviços públicos

O terceiro compromisso será o de propor aos poderes executivo e legislativo uma profunda discussão sobre a reforma administrativa municipal, bem como, de atualização os códigos de posturas e tributário e, do Plano Diretor do Município. Possibilitando uma maior simplificação dos serviços prestados pela municipalidade, assim como, permitirá uma maior clareza com os processos legais.

Educação e
Cultura

O quarto compromisso será o de debater processos de fortalecimento da educação e da cultura de nosso município – passando pelo desenvolvimento da gestão escolar; das ações pedagógicas e da valorização dos profissionais do magistério, como também, dialogar com a classe artística sobre a revisão do Plano Municipal de Cultura, que visou implementar e consolidar as políticas culturais nos últimos 10 anos. O plano vence em 2021.

Assistência social, direitos humanos
e meio ambiente

O quinto compromisso será o de debater processos de fortalecimento nas áreas de assistência social, direitos humanos e meio ambiente. É urgente a instituição de marcos legais que assegurem percentuais mínimos de assistência a entidades do terceiro setor; a construção e a consolidação das políticas públicas nos mais diversos setores da sociedade; bem como, visar o desenvolvimento sustentável, a geração de novas energias e o compromisso com o meio ambiente.

Minhas propostas

Proposta principal: implantar aplicativo para acompanhar projetos de leis em discussão; enviar problemas da cidade e agendar reuniões com o vereador

Quem apoia

Reproduzir vídeo

EDUARDO MUFAREJ

Reproduzir vídeo

LUCIANO FRONTELLE

Reproduzir vídeo

DEP. ALEX DA MADUREIRA

Reproduzir vídeo

RAFAEL AUAD

Reproduzir vídeo

MARIANA PERIN

Reproduzir vídeo

EDUARDO MUFAREJ

Seja voluntário

Cadastre-se e receba o Kit da campanha do vereador

Contribua

Financie a renovação na política penapolense

Diário de campanha

Faltam

Dias
Horas
Minutos
Segundos

PARA VOCÊ VOTAR EM:

Aluno RenovaBR

O RenovaBR é uma escola de democracia que prepara pessoas comuns para serem políticos fora do comum. Desde 2018 já são quase 2 mil cidadãos formados em todos os Estados do Brasil. Em Penápolis, Ricardo Faria foi o único selecionado.